4 de out de 2009

A decadência do comércio de Itabuna

Dois casos bem próximos, em pleno coração do comércio de Itabuna (ambos a poucos metros do "Ponto Zero" da cidade): como pode um comerciante, ainda mais de uma empresa de turismo, deixar o mato tomar conta da fachada da sua empresa? Seria alguma publicidade de venda de pacotes turísticos para a Floresta Amazônica? Na foto seguinte, uma fachada completamente corroída pelo tempo. É de se perguntar: onde está o orgulho de ser empresário? Pobre Itabuna, prestes a completar 100 anos, abandonada pela administração pública e pela classe empresarial.