18 de jul de 2016

Malha Fina: Jornal a Região


 




Omissão oficial

      Já fizemos matéria mostrando que todos os quebra-molas de Itabuna são ilegais. O Ministério Público não se mexeu, a prefeitura também não, a Ciretran muito menos. Além de ilegais, são o “melhor amigo” dos bandidos da cidade.

Bandido agradece

Assaltantes armados aproveitam que o motorista tem que parar quase totalmente para passar o quebra-molas com altura acima do permitido. A última vítima foi um locutor da Morena FM, de quem roubaram a moto quase zero.

Ilegalidade

Bastou uma consulta no Código Nacional de Trânsito para confirmar que todos os quebra-molas de Itabuna são completamente ilegais. Não seguem a lei quanto a tamanho, altura, local permitido nem fizeram os estudos exigidos.

Nem um item

A lei proíbe quebra-molas em ruas onde passam ônibus, em ladeira, perto de esquinas, menor que 1,5 m de extensão, a menos de 50 metros um do outro, etc. Como não segue nenhum item da lei, só o Ministério Público para resolver.


Esquema

O esquema de multas indevidas em Itabuna vai acabar na Justiça. Vários motoristas já entram com ações, depois de receber multas absurdas e ter o recurso negado. Falta uma investigação do Ministério Público e cadeia para alguns.

Desempregado

José Alves. Este é o cara que vai desempregar Davidson. Alves deve ser nomeado novo secretário de Turismo da Bahia e, com isso, Nélson Pelegrino retoma sua vaga na Câmara. O flanelinha comunista, que tomava conta, será demitido.

Vingança fria

Enquanto PCdoB se preocupa em soltar boato alegando que outro deputado vai sair para dar a vaga a Davidson, Roberto José, que sofreu na mão dos comunas na prefeitura de Itabuna, ri à toa. João Alves é de seu partido...

Esvaziando

Com a perda do mandato de deputado não é somente a candidatura de Davidson Magalhães que perde visibilidade. Seu PCdoB perde a chance de fazer algum vereador nessas eleições. Já tem candidato preferindo cargo na prefeitura.

Outros tempos

Parece que o governador Rui Costa não tem a mesma paciência de Wagner. A prova é essa, o deputado Davidson voltando à condição de suplente, perdendo todos os cargos e, se insistir na candidatura, a indicação da Bahiagás.

Pulou fora

A senadora Lídice da Mata, que era candidata à prefeitura de Salvador com apoio do PT, desistiu. Ela percebeu que nas reuniões só se discutia estratégia de vereador. Até porque ACM Neto só não ganha de lavada se houver tsunami.

Para o sacrifício

Para o PT, não sobrou alternativa a não ser apoiar Alice Portugal, única disposta a sofrer uma derrota humilhante em troca de vários minutos de horário no rádio e tv. Até porque, mesmo perdendo, mantém o mandato de deputada.

Invertidos

Resta saber se, com isso, o governo vai pedir contrapartida em forma de apoio de Davidson a Gelado em Itabuna. Se antes a chance era de Gelado ser vice do comunista, hoje isso está se invertendo com a parceria PT / PCdoB na capital.

Fogo a vista

Apesar de tranquilo nas pesquisas, Augusto Castro pode ter problemas. Alguns aliados já falam em abandonar o barco por “falta de compromisso” e blogueiros falam abertamente em calote. “Nem atende mais o telefone,” diz um.

Muita razão

Conforme as eleições vão chegando e muitos se queimando, os vereadores de Itabuna estão com os nervos à flor da pele. Nesta semana Zé Silva ofendeu Ruy Machado, que ofendeu Zé. Na baixaria, só sabemos que todos tem razão...

Clone de Gelado

Parece que o ex-deputado Gelado, conhecido como “inadimplente da palavra” está criando seguidores. Um candidato a prefeito de Itabuna também não cumpre os acordos, não paga compromissos e some, sem atender nem o telefone.

Clonelux

Dizem que na cidade de Luiz Eduardo Magalhães a Hylux de um empresário começou a receber multas de Itabuna, mesmo sem nunca ter vindo aqui. Prestou queixa e a polícia descobriu a existência de um veículo clonado na cidade.

Serviço interno

Parece que foi descoberto que os documentos do clone foram feitos dentro da Ciretran de Itabuna. O caso está sendo apurado pela corregedoria do Detran da Bahia, o que tem tirado o sono de muita gente na 5ª Ciretran. Vai dar cadeia.

Escandaloso

  Dizem que o Ministério Público está investigando vários contratos e processos de diárias na Câmara de Vereadores de Itabuna. Segundo a mesma fonte, o “Loyola Gate” era fichinha perto do que está acontecendo na atual gestão.

Vigia “de ouro”

Dizem que os campeões de diárias são os vereadores Zé Silva e Chico Reis, ligados ao deputado Augusto Castro. Pesa ainda sobre Zé Silva ser o dono do contrato de vigilância da Câmara, de “módicos” R$ 10 mil mensais pra um só vigia.

O porretão

O vereador Ruy Machado desafiou, num jornal, o Ministério Público, dizendo que se quiser impedir a Câmara de manobrar para tornar Zé Nilton elegível “que vá à Justiça”. Um promotor diz que Ruy “não aguenta meia investigação”.

Vai dar m...

O grupo que acompanha Zé Nilton não gostou da atitude arrogante do vereador Ruy Machado em desafiar o MP. Ele não consultou a equipe e isso pode criar um problema para a tentativa da reversão da rejeição das contas na Câmara.

Já pagou...

A prefeitura de Itabuna pagou à empresa contratada para a contenção de encostas e urbanização da saída para Ilhéus R$ 400 mil só pelo projeto. Mas a obra já foi cancelada pelo Tribunal de Contas da União por suspeita de fraude.

...alguém levou

Gente que come e dorme dentro da Prefeitura de Itabuna, e que toma café com os cururus, diz que esse dinheiro vai irrigar as campanhas dos comunistas do PCdoB em Itabuna. Será? Se for, vai ser dinheiro jogado fora na derrota.

Torquemada

Dizem que a presidente da Ficc, Nilmacir, usa a fundação para fazer campanha dos candidatos do PCdoB. Quem não simpatiza com os cururus é perseguido e ameaçado com a perda do cargo. E o prefeito, claro, nunca sabe de nada...

Malandragem

O deputado Davidson aproveitou o ato em defesa da Justiça do Trabalho para destilar discurso raivoso de que o roubo do governo corrupto que ele defende não é o motivo da crise que o país atravessa, jogando a culpa no governo Temer.

Reza o terço

Esqueceu de dizer que o seu PC do B é acusado de roubar 30% do Minha Casa Minha Vida e que a crise na justiça do trabalho é momentânea. O governo Temer já ordenou suplementação das verbas que a mantêm independente.